JCT Music

sexta-feira, novembro 09, 2007


Os Nós e os Laços.

Um marinheiro pensava ter um nó, seguro, firme, permanente, absoluto, que lhe suportava e defendia a vida em caso de tempestade. E descobriu afinal que o nó não servia para nada. Não prestava, não aguentava qualquer prova. A própria corda esfarelava. A primeira vez que o nó foi posto à prova, desfez-se totalmente. Ao primeiro sinal de força mostrou a verdadeira natureza (inutil, inseguro, temporário, frágil).
Um nó em que depositara tantas esperanças.

No mar não lhe valerão mais os Laços simples e vistosos mas que quando são precisos se mostram resistentes, rijos, duradoiros, inquebráveis?

Sem comentários: