quarta-feira, fevereiro 20, 2013

Afinal O Tempo Afinal Tem Final

Dizem os cientistas, os mais avançados, que o Universo tem nove dimensões. Aliás: "os" Universos... têm nove dimensões, uma vez que há provas da existência de outros Universos além do nosso. Conseguiu-se espreitar através dos buracos do nosso Universo e vislumbrar outros Universos ali perto. Tivemos  aqui a curiosidade humana, a vontade e o gosto de espreitar coisas... elevadas a outras dimensões. O próprio Tempo, durante muitos anos considerado a 4ª dimensão, não existe como tal. Não tem tamanho, tem tamanhos. O fluxo temporal terá várias dimensões. Eixos dos yy, dos zz, dos ww, dos kk... e por aí fora, são assim "os" Tempo. Estas dimensões todas fazem lembrar uma outra dimensão igualmente grandiosa e de grau de infinidade infinitamenTe superior: a dimensão da nossa Ignorância ! Afinal, o presente, o passado, o futuro, a eternidade, o antes e o depois, estão todos muito perto uns dos outros, e nós podemos tocá-los. Não nós, mas outras dimensões de nós naquelas dimensões. Afinal (outra vez afinal, sr. Albert) o Universo sempre é finito, o que nos deixa perante a tamanha questão: se o Tempo tem estes planos e eixos e pontos no infinito positivo, e no infinito superior, e no passado e ao lado, e tantos paralelismos e continuidades e curvilinearidades, e tamanha  ETernidade, porque se sujeita toda esta tamanha imensidão multi-dimensional a todo o materialismo gravitacional da massa toda dos "buracos negros" que tudo atraem, sugam e concentram, toda a luz o Tempo todo e todo o espaço, eliminando todas as dimensões todas a toda a sua volta? O Tempo todo afinal, tem todo final. Todos os seus tamanhos, têm tamanho.

Parece que a maçã contínua do Prof. Newton continua, passadas todas estas dimensões todas passadas, a tudo continuar a explicar tudo. 

Por outras palavras outras: 
     - afinal as dimensões, tal como os tamanhos, afinal sempre continuam a importar e quem se justifica... !

O Cicatrizante, sem nada a justificar

Sem comentários: