JCT Music

terça-feira, outubro 20, 2015

Água

Apenas água. Água, mãe da pureza. (O sangue que te dou é água rubra) Água de tudo. Mas água viva.
E antes que o silêncio, da água nos descubra. Água das fontes para os teus ouvidos. Água da minha mão na tua mão. Água para os veleiros adormecidos nos telhados de cada solidão. Apenas água.
E por falar em água (água de tudo, límpida e corrente), só eu sei como a água dos teus sonhos canta no coração de toda a gente. in O Que Diz Molero

Sem comentários: