JCT Music

segunda-feira, julho 31, 2017

A propósito...

Devemos agradecer às pessoas que nos fazem felizes... São elas os jardineiros encantadores que fazem nossas almas florescerem.

Marcel Proust


Pleonasmo...nasmo...nasmo...

Um Plátano
   à sombra de um Plátano
      à sombra de um Plátano
         à sombra de um Plátano
            à sombra de um Plátano
               à sombra de um Plátano
                  ...
                                                                              à sombra de um Plátano
                                                                                 à sombra de um Plátano
                                                                                    à sombra de um Plátano
                                                                                       à sombra de um Plátano
                                                                                          ...

"O Pequeno Príncipe" ? Sim, mas... em doses pequenas, Adolf.


segunda-feira, julho 24, 2017

Vai descendo tu

Mudamos esta noite
E como tu
eu penso no fogão a lenha
e nos colchões
onde levar as plantas
e como disfarçar os móveis velhos
Mudamos esta noite
e não sabíamos que os mortos ainda aqui viviam
e que os filhos dormem sempre
nos quartos onde nascem
Vai descendo tu
Eu só quero ouvir os meus passos
nas salas vazias
António Reis - Poemas Quotidianos, 1967

sexta-feira, julho 14, 2017

O Meu Olhar Azul como o Céu

O meu olhar azul como o céu 
É calmo como a água ao sol. 
É assim, azul e calmo, 
Porque não interroga nem se espanta ... 
Se eu interrogasse e me espantasse 
Não nasciam flores novas nos prados 
Nem mudaria qualquer cousa no sol de modo a ele ficar mais belo... 
(Mesmo se nascessem flores novas no prado 
E se o sol mudasse para mais belo, 
Eu sentiria menos flores no prado 
E achava mais feio o sol ... 
Porque tudo é como é e assim é que é, 
E eu aceito, e nem agradeço, 
Para não parecer que penso nisso...) 

Alberto Caeiro, "O Guardador de Rebanhos - Poema XXIII" 

Blue Days

Há dias em que tudo nos parece azul...